26 de Fevereiro de 2024
Projeto "Orgulho em ser luso-canadiano" promove ligação às origens
Lusa

Autor do Artigo
222

O projeto “Proud to Be Portuguese Canadian” (Orgulho em ser luso-canadiano) vai regressar em 2025 com o objetivo de incentivar os jovens lusodescendentes a “não terem receio das suas origens”, disse à agência Lusa o promotor.

“Queremos incentivar os mais novos para não terem receio da sua origem, de onde são oriundos”, afirmou Terry Costa.

Entre 2006 a 2016 o “Proud to Be Portuguese Canadian” apresentou anualmente, pelo menos, um programa numa cidade canadiana, com início na costa oeste do país, em Vancouver.

O luso-canadiano, a residir na ilha do Pico, nos Açores, não tem dúvidas que o projeto teve um “impacto direto nos jovens lusodescendentes”.

“Em 2012, numa conferência com mais 300 participantes de jovens de universidades canadianas, fizemos um inquérito, onde apenas 20 por cento tinha visitado Portugal. Mas neste momento muito já mudou. Porque incentivámo-los”, realçou.

O projeto pretende educar uma “comunidade portuguesa que cative os mais novos”, para abrir portas aos jovens para que possam “ter um futuro”.

“É importante dar visibilidade na sociedade canadiana que há uma comunidade luso-canadiana presente e ativa”, sublinhou.

Terry Costa confirmou que já está a preparar a “nova temporada do evento” passada uma década após a última edição, na cidade de Toronto.

“Queremos destacar as novas gerações, novas ideias, artistas e criativos. Sendo o objetivo principal de continuar a incentivar a malta mais jovem, especialmente os estudantes nas universidades, pelo país fora. Para participarem de uma forma ou outra, desde conferências, apresentações de livros, música, dança, teatro, e na arte contemporânea”, acrescentou.

Para 2025 está a ser preparada uma “grande exposição” relacionada com a arte contemporânea, convidando desta forma artistas lusodescendentes para se “juntarem ao projeto”.

Apesar de ainda existir alguma incerteza política no Canadá e em Portugal num futuro a curto e a médio prazo, Terry Costa salienta a importância de um trabalho conjunto pois “só assim se pode avançar na sociedade”.

O evento de “Proud to be Portuguese Canadian” em Toronto, em 2012, foi o que mais sucesso teve, contando com o apoio de vários governos, incluindo de Portugal, dos Açores e da Madeira. 

Em 2002, Terry Costa fundou a Associação MiratecArts em Vancouver, no Canadá, mudando a sede da organização para a ilha do Pico em 2012, onde organiza eventos culturais, entre os quais os festivais Fringe e Cordas. 

O projeto “Proud to Be Portuguese Canadian” (Orgulho em ser luso-canadiano) vai regressar em 2025 com o objetivo de incentivar os jovens lusodescendentes a “não terem receio das suas origens”, disse à agência Lusa o promotor.

“Queremos incentivar os mais novos para não terem receio da sua origem, de onde são oriundos”…





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.
Pode tornar-se assinante por apenas 7€ por mês.

Contacte-nos através: 292 292 815 ou jornalincentivo@gmail.com.




Outras Notícias
Polícia Marítima deteta infrações a bordo de embarcações de pesca
.
Superluxuoso navio de cruzeiro Seven Seas Grandeur no Faial
.
Vasco Cordeiro diz que não será recandidato à liderança do PS/Açores
.
Governo não confirma Ilídia Quadrado na Portos dos Açores
.