24 de Março de 2023
Nova proposta para elementos decorativos junto a santuário do Santo Cristo
Lusa

Autor do Artigo
82

A Direção Regional dos Assuntos Culturais dos Açores considera que a nova estátua da Madre Teresa da Anunciada junto ao Convento da Esperança “não perturba” o imóvel classificado, mas os elementos decorativos devem ser “melhorados através de nova proposta”.

A informação foi dada ontem no ‘site’ oficial do Governo Regional pela secretária regional dos Assuntos Culturais, que adiantou também que “vai ser levantada a suspensão da obra do Convento da Esperança”, que acolhe o Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres, em Ponta Delgada, determinada em 15 de março.

Após uma vistoria, verificou-se que a “colocação da estátua da Madre Teresa da Anunciada no pátio da entrada do santuário não perturba a leitura e visualização do imóvel classificado”, acrescentou Sofia Ribeiro.

“No entanto, os elementos decorativos que estavam à volta da estátua, como o suporte para velas e para flores, devem ser melhorados através de uma nova proposta para avaliação da Direção Regional dos Assuntos Culturais”, observou.

A vistoria foi feita na segunda-feira, “por técnicos da Direção Regional dos Assuntos Culturais e da Câmara Municipal de Ponta Delgada, na presença do arquiteto autor do projeto de reabilitação do imóvel e do reitor do Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres, em representação do dono da obra”.

“Nesta vistoria verificou-se que os trabalhos em curso no adro da igreja consistem na correção da pendente, para escoamento de águas pluviais, e posterior recolocação das pedras originais do pavimento”, explicou.

Em declarações à Lusa em 16 de março, o diretor regional dos Assuntos Culturais referiu que o Santuário do Santo Cristo dos Milagres promoveu obras de instalação de uma peça artística no adro do Convento da Esperança, em Ponta Delgada, imóvel classificado, sem conhecimento do Governo dos Açores.

Duarte Nuno Chaves afirmou que foi então decidido suspender a obra.

O Convento da Esperança está classificado como um imóvel de interesse público, constando da listagem de património classificado dos Açores.

Um grupo de cidadãos de Ponta Delgada promoveu uma petição em que se questiona se foram “a Direção Regional dos Assuntos Culturais e restantes autoridades com responsabilidades na matéria ouvidas sobre a intervenção em área de proteção do Convento da Esperança”.

A Direção Regional dos Assuntos Culturais dos Açores considera que a nova estátua da Madre Teresa da Anunciada junto ao Convento da Esperança “não perturba” o imóvel classificado, mas os elementos decorativos devem ser “melhorados através de nova proposta”.

A informação foi dada ontem no &lsquo…





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.
Pode tornar-se assinante por apenas 7€ por mês.

Contacte-nos através: 292 292 815 ou jornalincentivo@gmail.com.




Outras Notícias
João Bettencourt acusa Carlos Ferreira de incoerência na defesa do Faial
.
Professor de direito propõe que Açores e Madeira elejam juízes para o TC
.
Trabalhadores das Misericórdias dos Açores com aumentos de 7,07% em 2024
.
Companhias de transporte de mercadorias deixam Faial para trás
.