30 de Dezembro de 2022
PJ alerta para mensagens fraudulentas em nome das forças de segurança
Lusa

Autor do Artigo
45

A Polícia Judiciária alertou ontem para a circulação de mensagens falsas com o logótipo das forças de segurança, através de correio eletrónico, a pretexto de alegadas convocações, mandados, acusações e processos judiciários, com vista a obter dados pessoais.


No alerta, a Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica, no âmbito da atividade preventiva, especifica que as mensagens estão a ser difundidas a nível nacional, usando abusivamente a imagem da PJ, da PSP, da GNR e da Europol, “supostamente assinadas por dirigentes ou entidades ligadas a este tipo de instituições”.


Os autores das mensagens ameaçam com medidas de prisão, multa por crimes de pornografia infantil, pornografia computorizada, ciberpornografia, entre outro tipo de ameaças.


A Judiciária esclareceu, em comunicado, que os órgãos de polícia criminal e as instituições ligadas à Justiça “não fazem este tipo de notificações”, tendo as mensagens como único propósito a “captura de dados pessoais das vítimas”. 

 

A Polícia Judiciária alertou ontem para a circulação de mensagens falsas com o logótipo das forças de segurança, através de correio eletrónico, a pretexto de alegadas convocações, mandados, acusações e processos judiciários, com vista a obter dados pessoais.


No alerta, a Unidade Nacio…





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.


Contacte-nos através: 292 292 815.




Outras Notícias
Governo empenhado em acelerar fundos para a indústria conserveira
.
PS diz que “atraso” no porto das Lajes está a condicionar a ilha das Flores
.
CUF notifica Concorrência da compra do Hospital Internacional dos Açores
.
Novo Plano de Gestão de Resíduos dos Açores define taxa de reciclagem
.