Rui de Jesus

Mau tempo Mundial, Corrupção, Uma anedota

24 de Novembro de 2022


1

O mau tempo vai e vem aí (em maior ou menor intensidade) e já estamos a pagar as consequências e não vale a pena correr atrás das consequências, que é um hábito dos portugueses e não só, por isso devemos nos antecipar, fazendo os investimentos necessários,  para armazenar água, não plantando árvores de grande dimensão junto às moradias, construindo abrigos para as pessoas, em caso de crises sísmicas e outras medidas de menor dimensão. Dado que somos uma região sísmica devemos nos prevenir para não corrermos atrás dos prejuízos.

 

2

Está a decorrer o campeonato do mundo de futebol, que se realiza pela primeira vez fora da europa, ou seja no Qatar (certamente que o vil metal teve influência entre os candidatos à sua realização) e também era feito em junho, mas pela primeira se realiza em novembro/dezembro com a interrupção dos campeonatos europeus.

Sabemos que a convocação dos jogadores é da total responsabilidade do selecionador, que desta vez não selecionou nenhum jogador do Sporting e foram selecionados 10 jogadores que jogam em equipas britânicas. O que quero realçar é a não convocação de Renato Sanches, que para mim devia ter sido selecionado, devido às suas caraterísticas (mas o selecionador lá sabe porque não o convocou). Outra surpresa (ou não) foi convocar um jogador de 39 anos (Pepe). Que vem de uma lesão.

Depois destas considerações desejo boa sorte à seleção de Portugal, que é a nossa e também sabemos que cada um faz a sua seleção.

 

3

Parece haver nas autarquias uma onda de corrupção, mas leva-me a não compreender muitas delas. Primeiro, consoante o valor tem de ser aprovado pelas Assembleias Municipais e pelas Câmaras e estarem devidamente inscritas no plano de atividades. O que quero dizer é que um individuo sozinho não pode cometer uma corrupção. Depois de devidamente aprovado ou melhor de ter cabimento, decorre o concurso da obra e consequente adjudicação. Mas a adjudicação também é feita depois do parecer do júri e todos os eventuais prejudicados têm um prazo para a reclamarem apresentando os motivos (os concorrentes podem estar presentes no ato de abertura das propostas). Por estas razões e por outras não compreendo haver uma escolha que não cumpra estas regras, a não ser que estejam várias pessoas comprometidas, daqui dizer um indivíduo é corrupto se houver outros compadrios (corruptos). Se calhar estou desatualizado e as regras hoje são outras.

 

4

Um lavrador que vivia à base do que a terra lhe dava e criava também animais, nomeadamente um porco e costumava fazer linguiça. Num determinado ano, em outubro verificou que já só tinha um bocado de linguiça, com cerca de 15 centímetros. Assim prometeu dar 100 euros para a caixa das esmolas se a linguiça chegasse até ao fim do ano. Logo começou a comer outras coisas e a cheirar a linguiça que durou até ao fim do ano. Deste modo foi à Igreja e meteu a nota na rachinha da caixa das esmolas e promessas, mas sem deixar cair a nota. Entretanto apareceu o pároco que disse: “Ó homem deixa cair a nota” e o homem respondeu, as almas vão estar cheirando o dinheiro como eu estive em casa a cheirar a linguiça.

1

O mau tempo vai e vem aí (em maior ou menor intensidade) e já estamos a pagar as consequências e não vale a pena correr atrás das consequências, que é um hábito dos portugueses e não só, por isso devemos nos antecipar, fazendo os investimentos necessários,  para armazenar água, n&at…





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.


Contacte-nos através: 292 292 815.
51
Outros Artigos de Opinião
"Um Criado Titular (VIII)"
Jorge Moreira Leonardo
.
"O poder político, o poder económico e os lobbies"
Carlos Frayão
.
"Mais um Conselho de Administração... é o resultado das suas escolhas Sr. Secretário..."
João de Brito
.
"Do nepotismo e oportunismo ao desmoronamento"
Carlos Faria
.
"Um Criado Titular (VII)"
Jorge Moreira Leonardo
.
"O significado de oportunidade na atualidade"
José Couto
.
"A importância dos animais nos processos de violência doméstica"
Joana Gomes
.
"A fraqueza dos políticos"
Rui Gonçalves
.
"A oitava revisão constitucional e a autonomia (3)"
Carlos Frayão
.
"Um Criado Titular (VI)"
Jorge Moreira Leonardo
.