24 de Maio de 2024
PAN absteve-se na votação do Orçamento da região para este ano
Lusa

Autor do Artigo
310

O deputado do PAN/Açores disse ontem que se absteria na votação na generalidade do Plano e Orçamento do Governo Regional para este ano, por ser “tempo de união” para ultrapassar a situação no hospital de Ponta Delgada.

“O PAN estará, uma vez mais, ao lado dos açorianos e o nosso apoio não faltará para se alcançar o sucesso da missão de recuperação do HDES [Hospital do Divino Espírito Santo]”, disse Pedro Neves.

O deputado único do PAN, que falava no parlamento regional açoriano, no terceiro dia do debate sobre o Plano e Orçamento do Governo Regional para 2024, no período das intervenções finais dos partidos, referiu que o incêndio que atingiu o HDES no dia 4 de maio tem “um peso demasiado importante na decisão do sentido de voto de todos os partidos”.

“Por isso, é tempo de louvar a democracia, espelhada na liberdade de expressão de visões e convicções plurais que desaguam num consenso comum: o bem-estar da população açoriana. É tempo de procurar o que nos une ao invés dos pontos que nos afastam. É nesta premissa que assenta o nosso compromisso para com os Açores. O sentido de voto do PAN na generalidade será de abstenção”, afirmou.

Na declaração final, Pedro Neves também referiu que, hoje, “abre-se um novo ciclo na ação governativa da região, sob o signo do progresso e com olhos no futuro, encerrando o período de conturbada agitação política que resultou em eleições antecipadas, fruto do chumbo de um orçamento que potenciava esse resultado”.

“Ao longo desta semana analisamos e discutimos argumentos sobre os documentos políticos económico-financeiros mais importantes da região, que definem estratégias, a curto e médio prazo, em prol dos desígnios da população açoriana, sobretudo numa altura de calamidade com a decorrência do incêndio do HDES, em que nos valeu o espírito de excelência de entreajuda dos profissionais envolvidos. Não só os de saúde, como os de proteção e segurança, especialmente bombeiros”, salientou.

O deputado do PAN também lembrou que apresentou “cerca de 30 propostas de alteração aos documentos” do Plano e Orçamento: “estamos crentes que as propostas apresentadas farão a diferença nos Açores junto daqueles que delas imediatamente beneficiam”.

O deputado do PAN/Açores disse ontem que se absteria na votação na generalidade do Plano e Orçamento do Governo Regional para este ano, por ser “tempo de união” para ultrapassar a situação no hospital de Ponta Delgada.

“O PAN estará, uma vez mais, ao lado dos açorianos e o nosso apoio…





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.
Pode tornar-se assinante por apenas 7€ por mês.

Contacte-nos através: 292 292 815 ou jornalincentivo@gmail.com.




Outras Notícias
PS/Açores alerta para “desnorte estratégico” e “caos operacional” na SATA
.
Governo dos Açores aumenta majorações para fixar médicos na Graciosa e Faial
.
Obra da Frente Mar inaugurada no aniversário da cidade
.
Papa defende em encontro com humoristas que “é possível rir de Deus”
.