22 de Abril de 2024
Bearsu Nature traz um novo conceito de campismo à Praia do Almoxarife
Fernando Lemos

lemosincentivo@gmail.com
6138
Parque funcionará este ano com 30 tendas e capacidade para 70 hóspedes

O Parque de Campismo da Praia do Almoxarife abre as suas portas ao público no próximo dia 1 de maio com um novo conceito, depois de ter sido concessionado à empresa Savana Colossal, Lda, na decorrência do concurso público aberto pela empresa municipal UrbHorta para a exploração daquela infraestrutura.

Um conceito que já ganhou forma em muitos países e que começa agora a aparecer em Portugal, designado por glamping (campismo de luxo ou premium).

O jornal INCENTIVO foi falar com os fundadores da empresa e da marca que será lançada na ilha do Faial: Bearsu Nature.

Donos de um invejável currículo, apesar da sua juventude, os dois fundadores, Guilherme Pinto e Beatriz Neto, trazem consigo toda a experiência adquirida em mais de sete países, trabalhando na gestão comercial e de operações para marcas de renome internacional como a Marriott, e em eventos desportivos como a Formula 1, Carros GT e Motos GP ou até no Manchester City.

De regresso a Portugal criaram a sua própria empresa de consultadoria na área da hotelaria, onde adquiriram experiência na assessoria no segmento do campismo, entre outros.

Foi este acumular de conhecimentos que os levou a criar uma marca própria com um conceito que se destina, maioritariamente, às gerações mais novas, conhecidas por millenials, nascidos entre 80 e 95 ou um segmento ainda mais restrito, os Zennials, nascidos entre os 92 e os 98.

«São gerações que põem a experiência acima de tudo», explica Guilherme Pinto, sublinhado que aquilo que «cria memórias são as experiências e as melhores experiências estão na rua, no contato com a natureza e com as pessoas».

Para concretizar o seu conceito e pôr em marcha a sua nova marca viram boas oportunidades no mercado ao nível das concessões públicas, e privadas, lançadas para a exploração de parques de campismo e entre elas tiveram particular interesse no Parque de Campismo da Praia do Almoxarife.

«Descobrimos que este parque estava à frente da praia com uma vista incrível para o Pico», revela Guilherme Pinto. «Talvez para as pessoas que aqui residem já seja uma coisa normal mas para nós algo assim é, em qualquer parte do mundo, uma coisa premium, luxuosa».

Candidataram-se ao concurso público com o seu plano de negócios e ficaram em primeiro lugar.

Será o primeiro a ser lançado com a marca Bearsu Nature. No primeiro ano estão previstas 30 tendas canvas com capacidade para duas pessoas, com uma altura um pouco superior aos dois metros, onde as pessoas podem ficar de pé. Estão preparadas com colchões feitos à medida, terão luz interior, lençóis, edredões, toalhas e toalhas de praia. No exterior de cada tenda haverá uma mesa e duas cadeiras

Guilherme Pinto salienta que está a ser feito um forte investimento nos balneários, onde os hóspedes terão ao ser dispor um espaço premium com tudo o que é necessário para que se sintam bem.

Outra aposta forte será a receção aos hóspedes que terão uma equipa anfitriã preparada para oferecer todas as informações sobre restaurantes e atividades a realizar na ilha. Para isso estão a desenvolver um conjunto de parcerias que permitam dar de imediato ao cliente aquilo que ele procura.

Uma dessas parcerias envolve o fornecimento de pequenos-almoços, almoços e jantares.

O parque de campismo funcionará com uma equipa de oito funcionários, um diretor, quatro funcionários para a receção, dois para a limpeza e um para a manutenção. Na época baixa ficarão apenas dois funcionários, o diretor e um funcionário para a manutenção.

Outro aspeto fundamental para Guilherme Pinto é a abertura à comunidade. As pessoas continuarão a frequentar o parque e dá o exemplo das férias náuticas do Clube Naval da Horta que voltarão a usar a infraestrutura para as suas atividades.

«Para nós não faz sentido que seja de outra forma, a ligação à comunidade é fundamental», afirma, realçando que essa também é uma experiência importante para quem está hospedado.

Em relação ao acompanhamento tradicional, este só estará ao dispor para o próximo ano. Guilherme Pinto explica que este ano a lotação prevista de 70 pessoas esgota a capacidade do termoacumulador para o fornecimento de água quente.

Mas para o próximo ano já está previsto o acampamento tradicional mas num formato diferente. As tendas serão fornecidas pelo parque de campismo que reservará um espaço próprio para esta modalidade, que vai permitir que as escolas e os grupos que tradicionalmente faziam esse tipo de campismo possam voltar a fazê-lo.

Outro projeto que está a ser equacionado é a construção de um lounge, um espaço comum que permita organizar eventos e que permita a sua utilização para outras atividades fora da época alta do turismo. «Estamos disponíveis para quem quiser alugar o espaço e fazer eventos fora da época alta, a partir de outubro».

Outro investimento que está a ser pensado é um projeto para a colocação de algumas casinhas de madeira. «Mas isso só para o futuro».

Quanto aos preços, a estadia numa tenda vai dos 35 euros em maio aos 130 no mês de agosto, mas para os residentes nos Açores haverá um desconto.   

O presidente da Urbhorta, Carlos Morais, explicou ao INCENTIVO que esta foi a proposta vencedora das três que se apresentaram ao concurso público e entende que esta proposta vai valorizar muito o campismo na ilha, realçando que a qualidade que será implementada e a promoção que os novos anfitriões do parque farão trará mais notoriedade ao Faial e à freguesia do Almoxarife.

Carlos Morais salienta ainda que se está perante um investimento que rondará os 51 mil euros em 2024 por parte dos promotores, investimento que poderá crescer nos anos seguintes. A concessão da infraestrutura é para sete anos.

O Parque de Campismo da Praia do Almoxarife abre as suas portas ao público no próximo dia 1 de maio com um novo conceito, depois de ter sido concessionado à empresa Savana Colossal, Lda, na decorrência do concurso público aberto pela empresa municipal UrbHorta para a exploração daquela infraestrutura.

Um conceito que já ganhou forma…





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.
Pode tornar-se assinante por apenas 7€ por mês.

Contacte-nos através: 292 292 815 ou jornalincentivo@gmail.com.




Outras Notícias
Tudo a postos para o arranque do XXXV Rali Ilha Azul - Cidade Mar
.
Açores registam aumento de 5,7% nas dormidas em alojamentos turísticos em abril
.
Governo dos Açores aberto ao “diálogo construtivo” com todas as forças políticas
.
Grua do porto do Varadouro parada durante 60 dias
.