06 de Dezembro de 2023
Detetados mais de 400 condutores a usar telemóvel na condução em sete dias
Lusa

Autor do Artigo
184

As forças de segurança registaram 10,9 mil infrações, das quais 427 relativas ao uso indevido do telemóvel durante a condução, numa campanha de fiscalização rodoviária nos últimos sete dias, foi ontem anunciado.

A campanha “Ao volante, o telemóvel pode esperar”, da responsabilidade da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), da Polícia de Segurança Pública (PSP) e da Guarda Nacional Republicana (GNR), fiscalizou 47.766 viaturas, entre 28 de novembro e 4 de dezembro, de acordo com um balanço divulgado no dia de ontem.

A GNR inspecionou 34.939 veículos, tendo sido verificadas 330 infrações por uso indevido do telemóvel.

Por seu lado, a PSP fiscalizou 12.827 viaturas e registou 97 infrações.
Durante o período da campanha da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária, PSP e GNR, foram contabilizados 2.937 acidentes, de que resultaram seis mortos, 38 feridos graves e 814 feridos ligeiros.

As vítimas mortais, cinco homens e uma mulher, tinham idades compreendidas entre os 18 e os 74 anos e resultaram de três atropelamentos e três despistes, envolvendo ao todo quatro veículos ligeiros, um veículo pesado, um motociclo e um ciclomotor.
Os acidentes com vítimas mortais ocorreram nos distritos de Vila Real, Braga, Viana do Castelo, Porto, Aveiro e Setúbal.

Em relação ao período homólogo de 2022, verificaram-se mais 244 acidentes, menos um óbito, mais 13 feridos graves e mais 94 feridos ligeiros.

Segundo um comunicado das forças de segurança, a campanha está inserida no Plano Nacional de Fiscalização (PNF) de 2023 e foi divulgada nos meios digitais, nos Painéis de Mensagem Variável e através de quatro ações de sensibilização da ANSR, realizadas em simultâneo com as operações de fiscalização levadas a cabo pela PSP e pela GNR em Alverca, em Chaves, em Bragança e no Porto.

Também foram realizadas ações de fiscalização e sensibilização nas regiões autónomas dos Açores da Madeira.

Na última campanha do PNF de 2023 foram sensibilizados 354 condutores e passageiros, a quem foram transmitidas mensagens sobre os efeitos negativos do uso do telemóvel durante a condução.

Durante estas ações, mais de 540 mil condutores e mais de 4 mil pessoas foram sensibilizadas presencialmente e cerca de 10 milhões de veículos foram fiscalizados através de radares. 

As forças de segurança registaram 10,9 mil infrações, das quais 427 relativas ao uso indevido do telemóvel durante a condução, numa campanha de fiscalização rodoviária nos últimos sete dias, foi ontem anunciado.

A campanha “Ao volante, o telemóvel pode esperar”, da responsabilidade da Auto…





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.
Pode tornar-se assinante por apenas 7€ por mês.

Contacte-nos através: 292 292 815 ou jornalincentivo@gmail.com.




Outras Notícias
Programa do Governo entregue na próxima semana e discutido na seguinte
.
Portugueses querem mais garantias de bem-estar dos animais de criação
.
Recuo glacial na Antártica Ocidental começou na década de 1940
.
Miguel Albuquerque entrega candidatura à liderança do PSD/Madeira
.