05 de Maio de 2023
Banco Alimentar realiza no fim-de-semana campanha de recolha de alimentos
Lusa

Autor do Artigo
201

O Banco Alimentar contra a Fome realiza no próximo fim-de-semana uma campanha de recolha de alimentos em supermercados num contexto de “grandes dificuldades para as famílias” provocadas pela inflação e subida das taxas de juro.

A campanha, que decorre presencialmente nos supermercados de todo o país e conta com cerca de 40 mil voluntários, tem o tema ‘Esperança’, para ajudar as famílias a “fazer frente às dificuldades económicas e sociais”, segundo um comunicado do Banco Alimentar.

Para além da campanha presencial no fim-de-semana, a recolha prosseguirá até 14 de maio através de vales disponíveis nos supermercados ou no canal ‘online’ www.alimentestaideia.pt.

Na nota, a presidente da Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares contra a Fomes, Isabel Jonet lembra que no ano passado, os 21 Bancos Alimentares ajudaram cerca de 400 mil pessoas com carências alimentares comprovadas.

“Este ano há muitas mais que carecem de ajuda. Com o aumento do custo de vida, temos visto os pedidos de ajuda aumentar, pelo que será necessário um esforço ainda maior para conseguirmos levar alimento a quem mais precisa”, sublinhou.

Os 21 Bancos Alimentares, em parceria com cerca de 2.600 instituições e entidades que atuam no terreno, distribuem diariamente bens alimentares a mais de 400 mil pessoas em Portugal.

O Banco Alimentar contra a Fome realiza no próximo fim-de-semana uma campanha de recolha de alimentos em supermercados num contexto de “grandes dificuldades para as famílias” provocadas pela inflação e subida das taxas de juro.

A campanha, que decorre presencialmente nos supermercados de todo o país e conta com cerca de 40 mil voluntá…





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.
Pode tornar-se assinante por apenas 7€ por mês.

Contacte-nos através: 292 292 815 ou jornalincentivo@gmail.com.




Outras Notícias
Chega diz ser "parte da solução" e defende que "diálogo leva à estabilidade"
.
PPM diz que Orçamento para este ano significa recuperar tempo perdido
.
PAN absteve-se na votação do Orçamento da região para este ano
.
Governo dos Açores aberto ao “diálogo construtivo” com todas as forças políticas
.