04 de Maio de 2023
Atlânticoline quer apostar na descarbonização dos navios
Lusa

Autor do Artigo
275
Falta resolver problema de carregamento elétrico no Pico

O presidente indigitado do conselho de administração da Atlânticoline, Francisco Bettencourt, aponta a descarbonização dos transportes marítimos de passageiros nos Açores como a grande aposta da empresa no futuro.

“A descarbonização é o futuro, é a nossa grande aposta”, afirmou o administrador da empresa pública de transportes marítimo de passageiros e viaturas no arquipélago, que foi esta semana ouvido na comissão de Economia da Assembleia Legislativa dos Açores, reunida em Angra do Heroísmo, na sequência da sua indigitação para presidente do conselho de administração.

Francisco Bettencourt referia-se à “aposta inovadora” já anunciada em abril pelo secretário regional das Finanças, Duarte Freitas, de mandar construir dois navios elétricos para operarem nas ilhas do Triângulo (Faial, Pico e São Jorge), para substituírem as atuais embarcações, movidas a gasóleo.

O administrador da Atlânticoline, que tem exercido o cargo de vogal do Conselho de Administração nos últimos 12 meses, e que é proposto agora pelo Governo dos Açores para presidente da empresa, recordou que os gastos com combustível representam, atualmente, custos bastante elevados na estrutura da companhia.

Segundo explicou, o concurso público que a região pretende lançar para a construção das futuras embarcações elétricas deverá estar pronto em setembro ou outubro, embora ainda existam algumas dúvidas sobre a forma como serão carregadas as baterias dos navios, em especial nos portos da ilha do Pico, onde as escalas para embarque e desembarque de passageiros e viaturas demoram apenas 15 minutos, em regra.

Francisco Bettencourt manifestou, por outro lado, satisfação pelo facto de os estaleiros navais da Madalena do Pico, atualmente geridos pela Tecnovia, estarem a ser preparados para fazerem a docagem dos navios da Atlânticoline, para que não tenham de seguir para Lisboa para manutenção ou certificação.

O administrador da empresa realçou também os “bons resultados” operacionais registados nos últimos anos, que permitiram regularizar as dívidas da Atlânticoline e equilibrar a tesouraria.

O presidente indigitado do conselho de administração da Atlânticoline, Francisco Bettencourt, aponta a descarbonização dos transportes marítimos de passageiros nos Açores como a grande aposta da empresa no futuro.

“A descarbonização é o futuro, é a nossa grande aposta”, afirmou o administrador da emp…





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.
Pode tornar-se assinante por apenas 7€ por mês.

Contacte-nos através: 292 292 815 ou jornalincentivo@gmail.com.




Outras Notícias
IPMA alerta para aumento de caravelas-portuguesas nos Açores e no continente
.
Morreram 49 pessoas afogadas até 30 de abril, o valor mais alto desde 2017
.
Plano e Orçamento dos Açores para 2024 aprovados na Assembleia Regional
.
Eleitores querem que PSD governe Madeira com liderança de Albuquerque
.