06 de Março de 2023
Açores contratam mais psiquiatras
Lusa

Autor do Artigo
62

O Serviço Regional de Saúde (SRS) dos Açores contratou, em 2022, dois psiquiatras e um pedopsiquiatra, mas o rácio de profissionais por habitante ainda “não é satisfatório”, disse o coordenador da Estrutura para a Saúde Mental da região.

“O rácio ronda os seis [psiquiatras] por 100 mil habitantes. Gostaríamos de chegar a um mínimo de 10 por 100 mil habitantes. Ainda há espaço de crescimento bastante grande”, avançou, em declarações aos jornalistas, o psiquiatra Henrique Prata Ribeiro, nomeado, em julho de 2022, coordenador da Estrutura para a Saúde Mental dos Açores.

O responsável falava em Angra do Heroísmo à margem de uma sessão de auscultação pública do Plano Regional de Saúde Mental dos Açores, apresentado em janeiro de 2021.

Na altura, Henrique Prata Ribeiro alertou para a necessidade de fixação de mais psiquiatras nos Açores, alegando que o rácio por 100 mil habitantes na região era 5,1, quando no continente português já atingia os 13 e a média dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) era de 17.

Dois anos depois, o coordenador da Estrutura disse que os números “melhoraram”, sobretudo na psicologia, mas salientou que “ainda não é satisfatório o número de médicos, nem de psiquiatras e menos ainda de pedopsiquiatras”.

“Temos de pensar em formas de atrair estes profissionais e dar-lhes condições para que eles se queiram fixar. Tudo demora tempo. A nossa estrutura está nomeada desde finais do mês de julho. Em termos de saúde pública, para fazer as coisas mudar ainda é um tempo curto, mas as coisas têm avançado”, afirmou.

Para colmatar a falta de psiquiatras existente, a Estrutura para a Saúde Mental criou um banco de médicos, com psiquiatras e pedopsiquiatras disponíveis para trabalhar na região, fornecendo esses contactos aos diretores de serviço das unidades de saúde dos Açores.

“A grande vantagem deste banco de médicos é criar uma ligação direta entre os serviços, mesmo que sejam serviços mais deslocados e os médicos psiquiatras e pedopsiquiatras que se mostrem disponíveis. Este banco vai permitir que se faça contratação para teleconsultas e para consultoria aos médicos que estão no local. É uma forma de capacitar indiretamente os médicos que estão no local e que têm outras especialidades”, explicou Henrique Prata Ribeiro.

Em janeiro de 2022, o Serviço Regional de Saúde dos Açores tinha 19 psiquiatras (13 em São Miguel, cinco na Terceira e um no Faial) e dois pedopsiquiatras (um em São Miguel e um na Terceira) e até janeiro de 2023 foram contratados mais um psiquiatra para São Miguel e um psiquiatra e um pedopsiquiatra para a Terceira

No mesmo período, a região contratou 17 psicólogos, aumentando o total de 42 para 59, com o maior crescimento na ilha de São Miguel, que passou de 16 para 25 profissionais.

O Serviço Regional de Saúde (SRS) dos Açores contratou, em 2022, dois psiquiatras e um pedopsiquiatra, mas o rácio de profissionais por habitante ainda “não é satisfatório”, disse o coordenador da Estrutura para a Saúde Mental da região.

“O rácio ronda os seis [psiquiatras] por 100 mil habitantes. Go…





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.
Pode tornar-se assinante por apenas 7€ por mês.

Contacte-nos através: 292 292 815 ou jornalincentivo@gmail.com.




Outras Notícias
Anúncio de greve na Atlânticoline leva a esclarecimento da empresa
.
Portugal com maior aumento do preço do azeite na UE em janeiro
.
Prazo para validar faturas de 2023 prolongado até quarta-feira
.
Wet Bed Gang e Delfins na Semana do Mar
.