05 de Dezembro de 2022
LNEC apresenta três soluções para obra de reordenamento do porto da Horta
Rui Gonçalves

rui.incentivo@gmail.com
100
Valor das propostas está entre 66 e 143 milhões de euros

A presidente da Assembleia Municipal da Horta convocou para hoje, às 18h00, uma sessão extraordinária daquele órgão autárquico destinada à análise do estudo do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) sobre o porto da Horta.

As três soluções apresentadas no estudo, em resultado da solicitação da Portos dos Açores, não são do conhecimento público, mas já é possível saber qual é o conteúdo das mesmas, ainda que de forma muito genérica.

O LNEC realizou o estudo com base nas solicitações da empresa, que já são resultado da decisão da nova administração e do novo Governo Regional.

Durante a vigência dos executivos socialistas foram conhecidas três propostas que no entanto foram rejeitadas por diversas forças vivas da comunidade faialense, o que levou o Governo de então a não avançar com a obra.

O INCENTIVO apresenta hoje, no dia em que a Assembleia Municipal se vai pronunciar sobre o assunto, um resumo do trabalho do LNEC.

As imagens reproduzidas correspondem, a SP, situação passada; SA, situação atual; S1, S2 e S3, propostas alternativas.

Comparação das soluções S1 a S3 face a SA:

• Em geral, a solução S1 é a que oferece maiores benefícios em termos de abrigo, na zona norte e na zona sul do porto, quer face a SA, quer face às restantes soluções alternativas. Este abrigo conferido por S1 permite usufruir de mais dias, em média por ano, de condições de tranquilidade;

• S1 é favorável para a maioria das direções de incidência e período de onda testados;

• S2 e S3 não trazem benefícios evidentes face a SA, podendo ser desfavoráveis (ou indiferentes) em muitos casos;

• S3 confere maior abrigo do que S2, especialmente na zona norte do porto e na entrada. Na zona sul, as soluções S2 e S3 têm impactos semelhantes.

Do exposto, entre as três soluções alternativas propostas, a solução S1 é a que garante um maior abrigo à agitação incidente relativamente a SA, na grande maioria dos casos testados. Note-se, porém, que a solução S1, pela sua geometria, poderá envolver alguma dificuldade acrescida nas manobras de entrada e saída das embarcações no porto.

Em conclusão, a solução S1 é a que apresenta, em geral, maiores vantagens em termos de proporcionar melhores condições de tranquilidade à agitação incidente (ondas curtas) no interior da bacia portuária, quando comparada com as outras duas soluções (S2 e S3) e com SA. Porém, é a solução que acarreta maiores custos de construção

A estimativa orçamental apresentada pelo LNEC para S1 é de 143 ME; para S2, 66 ME; para S3, 81 ME.

A presidente da Assembleia Municipal da Horta convocou para hoje, às 18h00, uma sessão extraordinária daquele órgão autárquico destinada à análise do estudo do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) sobre o porto da Horta.

As três soluções apresentadas no estudo, em resultado da solicitação da Portos dos Açores, não são do conhecimento público, mas já é p…





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.


Contacte-nos através: 292 292 815.




Outras Notícias
Retribuição mínima mensal na Madeira aumenta para 785 euros
.
Governo cria novo sistema de incentivos às empresas
.
Prisão preventiva para suspeito de violação, sequestro e violência doméstica
.
República não se pode “desresponsabilizar” da saúde na região
.