22 de Novembro de 2022
Apreendidos 680 quilos de pescado capturado ilegalmente nos Açores
Lusa

Autor do Artigo
25

Um total de 680 quilos de pescado, capturado ilegalmente, foi apreendido nos últimos dias nos Açores, na sequência de várias ações de fiscalização a embarcações, revelou a GNR.

Em comunicado, o Comando Territorial dos Açores da GNR explica que as infrações foram detetadas “na reserva natural do Banco D. João de Castro e na costa sul da ilha de São Jorge”.

A primeira apreensão ocorreu na quinta-feira, depois de ter sido “detetada uma embarcação a exercer uma atividade de pesca proibida na reserva natural e área marinha protegida do Banco D. João de Castro”, adianta a GNR.

A operação resultou na “apreensão de 390 quilos de pescado, nomeadamente de Goraz, Peixe-espada-branco, Peixão, Cântaro e Safio”, tendo sido identificado um homem de 38 anos, proprietário da embarcação e elaborado um auto de contraordenação, lê-se no comunicado.

No âmbito de outra ação de fiscalização, ocorrida na sexta-feira, foi detetada “em flagrante delito uma embarcação a exercer a atividade piscatória com linhas de mão dirigidas à captura de lulas, na costa sul da ilha de São Jorge”, uma pesca proibida, por se encontrar a menos de três milhas da costa, segundo a GNR.

Daquela operação resultou também “a apreensão de cerca de 290 quilos de pescado, nomeadamente de lulas do atlântico”, e foi identificado o mestre da embarcação, um homem de 55 anos, e elaborado um auto de contraordenação, acrescenta.

A GNR informa que em ambas as infrações o pescado apreendido “foi sujeito ao regime de primeira venda em lota”.

De acordo com a GNR, as infrações detetadas “são classificas no âmbito da pesca profissional como infrações graves” e puníveis com coima entre 600 euros e 37.500 euros.

Nestas ações de fiscalização, que visaram “garantir o cumprimento das normas legais” da atividade piscatória, a GNR contou com a colaboração da Inspeção Regional das Pescas.

Um total de 680 quilos de pescado, capturado ilegalmente, foi apreendido nos últimos dias nos Açores, na sequência de várias ações de fiscalização a embarcações, revelou a GNR.

Em comunicado, o Comando Territorial dos Açores da GNR explica que as infrações foram detetadas “na reserva natural …





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.


Contacte-nos através: 292 292 815.




Outras Notícias
Deputado independente quer verificação do apoio à natalidade
.
Uma morte e 74 novos casos na última semana
.
Horta e New Bedford estreitam laços de geminação
.
São Miguel e Terceira têm a maior densidade populacional nos Açores
.