14 de Novembro de 2022
Polícia Judiciária investiga mandato de José Leonardo na Câmara Municipal da Horta
INCENTIVO

Autor do Artigo
98
Antigo presidente disponível para prestar esclarecimentos

Uma denúncia anónima levou a Polícia Judiciária a investigar o último mandato de José Leonardo à frente da Câmara da Horta.
A notícia foi avançada pela Antena 1 Açores, na sexta-feira.
A Polícia Judiciária esteve na Câmara no passado mês de outubro para interrogar os membros do executivo e funcionários ligados ao licenciamento de obras.
A investigação incide sobre a ligação entre a autarquia e obras de particulares.
De acordo com a denúncia, informou a Antena 1 Açores, a Câmara, na altura liderada pelo socialista José Leonardo, que é atualmente vereador da oposição, terá favorecido o responsável por uma empresa de construção civil que tinha ligações diretas com o município.
Máquinas e pessoal da Câmara terão sido vistos a trabalhar numa casa particular.
O dono da moradia é o responsável por uma empresa de obras públicas que fez vários trabalhos para a autarquia e fez também obras na residência de José Leonardo.
Já foram entretanto ouvidos pela Polícia Judiciária o atual presidente da Câmara e vizinhos da casa onde alegadamente as máquinas da autarquia estiveram a trabalhar.
A Antena 1 procurou explicações junto da Polícia, que no entanto não quis divulgar qualquer informação sobre as diligências efetuadas.
Em declarações à Antena 1 Açores José Leonardo disse estranhar a notícia e desconhecer o assunto, acrescentando que não foi ouvido pela Polícia Judiciária.
“Como autarca responsável, que fui 24 anos, estou sempre disponível para em qualquer situação ou em qualquer instância esclarecer aquilo que for necessário”, declarou José Leonardo à rádio pública dos Açores. E acrescentou: “Sempre defendi na política a transparência. Se existe necessidade de algum esclarecimento, seja do que for, tenho todo o interesse em esclarecer”
Leonardo acrescentou ainda que é “sempre lamentável”, numa altura em que decidiu defender os interesses do Faial noutras funções surjam denúncias anónimas sobre a sua gestão.

Uma denúncia anónima levou a Polícia Judiciária a investigar o último mandato de José Leonardo à frente da Câmara da Horta.
A notícia foi avançada pela Antena 1 Açores, na sexta-feira.
A Polícia Judiciária esteve na Câmara no passado mês de outubro para interrogar os membros do execut…





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.


Contacte-nos através: 292 292 815.




Outras Notícias
Médico açoriano detido por abuso sexual de menores
.
Cerca de metade dos estudantes estrangeiros procura bacharelato ou licenciatura
.
Médicos “exigem” pedido de desculpas de Artur Lima
.
São Miguel e Terceira têm a maior densidade populacional nos Açores
.