31 de Outubro de 2022
Ligação Lisboa-Horta deve ser potenciada para o futuro do Faial e dos Açores
INCENTIVO

Autor do Artigo
45
PSD chama PS a juntar-se à defesa da gateway da Horta

Na sequência da audição parlamentar ao administrador da SATA, Luís Rodrigues, que afirmou que no final de março de 2023 a companhia poderá deixar de operar nas rotas deficitárias, por imposição de Bruxelas, o PSD do Faial tornou público um comunicado que aborda o assunto.

Luís Rodrigues adiantou perante os deputados que “alguém vai ter que resolver o problema”.

O PSD fala no caminho de destruição progressiva da companhia aérea regional, sobretudo entre 2008 e 2020, que colocou em risco a sobrevivência da empresa, fundamental para a mobilidade de todos os açorianos e para a coesão regional, obrigando à intervenção de Bruxelas.

Para este desfecho, diz o Partido, “contribuiram as mal desenhadas Obrigações de Serviço Público (OSP), em 2015”, responsabilidade imputada ao governo e ao conselho de administração da empresa aquando da negociação, uma vez que o atual Governo Regional só tomou posse no dia 24 de novembro de 2020.

O PSD/Faial entende que, na definição das Obrigações de Serviço Público, devem ser criadas condições para corresponder às necessidades do Faial e das várias ilhas servidas pelas rotas abrangidas pelas referidas obrigações, sendo a gateway da Horta um importante instrumento para o efeito, devendo a companhia aérea ser compensada pelo serviço prestado ao abrigo das OSP.

Se o administrador da SATA  alerta que “Bruxelas escreve claramente que a companhia não se pode apresentar a rotas em ‘deficit”, então entende o PSD/Faial que, de forma clara e objetiva, deve a SATA demonstrar as contas que justificam esse deficit, comparando-as com outras rotas e definindo desde quando é que a rota Lisboa - Horta - Lisboa é deficitária.

Por último, o PSD/Faial desafia o PS/Faial a pugnar junto do Governo da Républica pela inclusão no Orçamento do Estado de 2023 a verba necessária para compensar as rotas deficitárias identificadas pelo administrador da SATA, “juntando-se à voz do PSD/Faial nesta exigência”.

Na sequência da audição parlamentar ao administrador da SATA, Luís Rodrigues, que afirmou que no final de março de 2023 a companhia poderá deixar de operar nas rotas deficitárias, por imposição de Bruxelas, o PSD do Faial tornou público um comunicado que aborda o assunto.

Luís Rodrigues adiantou perante os deput…





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.


Contacte-nos através: 292 292 815.




Outras Notícias
Três homens detidos pelo crime de tráfico de droga em São Miguel
.
Atualizados preços de piquetes de bombeiros nos Açores
.
Quatro projetos açorianos na final do Prémio de Boas Práticas em Saúde
.
Alienação da Azores Airlines com caderno de encargos “amigo do mercado”
.