25 de Outubro de 2022
“Já é tempo do Estatuto do Dirigente sair da gaveta”
INCENTIVO

Autor do Artigo
34
Eduardo Pereira lançou repto no aniversário da Associação

Em dia evocativo do 92.º aniversário da Associação de Futebol da Horta (AFH) Eduardo Pereira, presidente da Direção deste organismo desportivo, aproveitou para pedir ao diretor regional do Desporto e ao representante da Federação, para que o Estatuto do Dirigente seja retirado da gaveta, pois “sem dirigentes não se avança”. A construção da Academia e Sede da AFH, o aumento da demografia feminina federada e a falta de compromisso, também deram corpo à intervenção deste Dirigente.

Eduardo Pereira considera que “no presente, vivemos tempos muito difíceis, mas, igualmente, muito desafiantes”. E elencou as dificuldades mais prementes do futebol no Faial, onde se inclui “a falta de instalações condignas não só para os clubes, mas também para a AFH, que não dispõe de um espaço para as seleções – que são cada vez mais – treinarem”. 

“Também não estamos a alcançar a igualdade de género, que se pretende ter no Futebol, precisamente por falta de instalações desportivas”, sustentou o líder da AFH, que explicou: “O Madalena, o Flamengos e o Fayal Sport, que são os nossos clubes com mais atletas federados, respondendo a este desafio manifestam a sua grande vontade, mas não conseguem devido a esta lacuna.

Outra dificuldade é a falta de dirigentes com que se debatem os clubes do universo da Associação de Futebol da Horta, embora esta carência seja transversal a todas as instituições. Aqui, “a tábua de salvação” tem sido as mulheres, se tivermos em conta que elas estão em crescendo nas direções, incluindo como presidentes. 

“Falta-nos o Estatuto do Dirigente, que, no caso dos Açores, está na gaveta há alguns anos. Houve um estudo por parte de deputados de diversos partidos, o qual chegou ao Governo, mas está na gaveta, debaixo de todos os papéis. Aproveito a presença do diretor regional do Desporto e do diretor da Federação para lhes pedir que voltem a esse trabalho, pois sem dirigentes não avançamos”, disse Eduardo Pereira.

No eixo “preparar o futuro”, “a AFH encontra-se alinhada com a Estratégia 20/30 que a FPF em boa hora lançou e que a Associação encara com espírito de compromisso, tentando vincular os municípios da sua área a esta estratégia”, afiançou o presidente da Direção do organismo que tutela o Futebol e o Futsal nas ilhas Faial, Pico, Flores e Corvo. 

Pensar no futuro é pensar na certificação, sinónimo de trabalho acrescido para os Clubes, mas que deve ser visto como uma ferramenta que os organiza, dando-lhes um norte”.  

“Também no âmbito do programa Crescer 20/24, da FPF estamos em sintonia com a Federação, tendo aumentado a nossa demografia feminina federada.

Encontra-se em marcha o projeto “Uma Associação uma Academia”. No seguimento do acordo que vinha sendo estabelecido com a Câmara da Horta, desde há dois anos, recentemente assinámos um protocolo de cedência dos terrenos com vista à construção da Academia de Futebol da AFH e da sua Sede, na freguesia da Feteira. Neste desiderato, contamos com um elevado contributo da FPF, se tivermos em conta que num projeto estimado num milhão e duzentos mil euros, esta entidade comparticipará em cerca de 500 mil euros. 

A Sessão Solene Comemorativa do 92.º Aniversário da AFH teve lugar na Sociedade “Amor da Pátria”, no decorrer da qual foi apresentado o livro “Associação de Futebol da Horta - Contributos para a sua História (Sequência cronológica de acontecimentos desde 1930 até 1980)”, da autoria da jornalista Cristina Silveira. 

Em dia evocativo do 92.º aniversário da Associação de Futebol da Horta (AFH) Eduardo Pereira, presidente da Direção deste organismo desportivo, aproveitou para pedir ao diretor regional do Desporto e ao representante da Federação, para que o Estatuto do Dirigente seja retirado da gaveta, pois “sem dirigentes não se avança…





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.


Contacte-nos através: 292 292 815.




Outras Notícias
Câmara promove ateliês de culinária nos Centros de Convívio da Ilha
.
Alunos do 6.º e 9.º anos com manuais digitais gratuitos em 2023/24 nos Açores
.
Médico açoriano detido por abuso sexual de menores
.
Parlamento Europeu prolonga restrições de acesso de pesqueiros da UE a águas de outros Estados
.