06 de Outubro de 2022
Prisão preventiva para suspeito de roubar 13 mil euros e incendiar casa nos Açores
Lusa

Autor do Artigo
38

Um homem de 32 anos ficou em prisão preventiva após ter sido detido por suspeita dos crimes de incêndio e furto qualificado na cidade da Lagoa, na ilha de São Miguel, revelou a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a PJ esclarece que o detido, “aproveitando-se das funções de pintor de construção civil, entrou, pela janela, numa moradia de onde subtraiu cerca de 13 mil euros em notas”.

“Após a apropriação do dinheiro, o arguido incendiou a residência, utilizando a chama direta do seu isqueiro, com o propósito de eliminar os vestígios do delito”, acrescenta aquela polícia.

As “diligências imediatas de investigação” tornaram possível “apreender o produto do crime de furto qualificado”, indica a PJ.

O homem, com antecedentes criminais, foi presente às autoridades judiciárias competentes, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Um homem de 32 anos ficou em prisão preventiva após ter sido detido por suspeita dos crimes de incêndio e furto qualificado na cidade da Lagoa, na ilha de São Miguel, revelou a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a PJ esclarece que o detido, “aproveitando-se das funções de pintor de construção civil, entrou, …





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.


Contacte-nos através: 292 292 815.




Outras Notícias
Médicos “exigem” pedido de desculpas de Artur Lima
.
Governo dos Açores cria comissão para avaliar transporte de carga aérea e necessidade de cargueiro
.
Deputado independente quer verificação do apoio à natalidade
.
Aviso amarelo por causa de chuva forte e vento
.