16 de Setembro de 2022
Câmara vai criar STARTUP para desenvolver o Faial
INCENTIVO

Autor do Artigo
41

Sendo a economia um dos pilares estratégicos do Projeto Autárquico do Executivo Municipal, o vice-presidente da Câmara Municipal da Horta considera ser “fundamental estimular o crescimento económico sustentável, fomentar a criação de emprego, potenciar as condições de atratividade empresarial e estimular o empreendedorismo”.

Para isso, Carlos Morais anunciou que será criada a STARTUP FAIAL - Ecossistema de Empreendedorismo, Inovação e Desenvolvimento Económico do Faial, “um projeto que pretende apoiar a nova geração para o desenvolvimento e o crescimento de ideias de negócio, criar uma ligação entre novos empreendedores e as empresas existentes, suportando o crescimento de uma nova cultura industrial na região, baseada em soluções inovadoras”.

O responsável municipal pelas áreas da inovação e empreendedorismo sublinhou ainda a importância de “atrair novos investimentos e reunir ideias com valor acrescentado e potencial para implementar esta dinâmica, que irá resultar na criação de maior valor, mais emprego, mais empresas e mais riqueza para a região, tornando-se, assim, uma alavanca prioritária para vencer os desafios da criação de emprego qualificado e do “combate à erosão demográfica”.

Para além de pretender apoiar no alojamento dos novos projetos empresariais e orientar os investidores no acesso a cofinanciamento de fundos estruturais comunitários, a proposta da criação da STARTUP FAIAL, aprovada na última reunião camarária, pretende também orientar os investidores no acesso a Incentivos Fiscais e do Fundo Social Europeu - Emprego; promover palestras, seminários, conferências, formações e networking (pós-laborais) e desenvolver iniciativas de promoção do Empreendedorismo e da Inovação junto da Comunidade Educativa.

Depois de elaborada a arquitetura organizacional e funcional da incubadora, segue-se a fase de elaboração da estrutura de faseamento para a implementação do projeto, onde se insere, entre várias etapas, a definição da localização das infraestruturas físicas; a formalização de parcerias destinadas à criação de uma rede integrada de competências e sinergias, apta a prestar os serviços nas áreas da Incubadora, dos Negócios, do Investimento e da Interação; e ainda a submissão de processo de candidatura ao PO Açores 2021-2027.

Sendo a economia um dos pilares estratégicos do Projeto Autárquico do Executivo Municipal, o vice-presidente da Câmara Municipal da Horta considera ser “fundamental estimular o crescimento económico sustentável, fomentar a criação de emprego, potenciar as condições de atratividade empresarial e estimular o empreendedorismo&rdqu…





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.


Contacte-nos através: 292 292 815.




Outras Notícias
Antigo deputado eleito presidente da Assembleia Municipal de Ponta Delgada
.
Publicado concurso público internacional da empreitada do Tecnopolo-Martec no Faial
.
Professores celebram amanhã o seu dia no Faial
.
Investigadora diz que “verdadeiras” romarias dos Açores tiveram início em 1630
.