16 de Setembro de 2022
Governo Regional apoia Universidade dos Açores para abertura de mestrados em ensino
Lusa

Autor do Artigo
32

O Governo açoriano vai conceder um apoio financeiro à Universidade dos Açores, no valor de 93.750 euros, para a abertura de cinco cursos de mestrado em ensino, tendo em conta a “escassez de docentes”.

Na apresentação das deliberações do Conselho do Governo, que decorreu ontem, em Ponta Delgada, ilha de São Miguel, o subsecretário da Presidência explicou que o apoio será objeto de “um contrato programa” entre o executivo regional e a academia açoriana para “a abertura de cinco cursos de mestrado em ensino, atendendo à escassez de docentes no ensino básico e secundário do sistema educação regional”.

Pedro Faria e Castro sublinhou que, “não obstante todos os procedimentos que o Governo Regional tem vindo a adotar” para “encontrar soluções que garantam o sucesso educativo” dos alunos da região, a situação de carência de docentes “ainda não” está “solucionada”.

De acordo com informação fornecida pelo Governo dos Açores, os cinco cursos de mestrado em ensino são na área de Português e Inglês no 2.º ciclo do Ensino Básico, de Português e Inglês no 3.º ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário, História no 3.º ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário, Matemática no 3.º ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário e ainda Informática no 3.º ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário.

Ainda segundo o executivo açoriano, a Universidade dos Açores tinha submetido, em outubro de 2021, à Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (AAAES), as cinco propostas de criação de cursos de 2.º ciclo para a docência e estes ciclos de estudos foram acreditados.

O contrato-programa em causa destina-se, assim, a assegurar os meios financeiros que permitam à Universidade dos Açores cumprir as condições para a abertura e operacionalização dos cursos.

Segundo a informação divulgada pelo Governo, aqueles cursos têm “um caráter temporário e extraordinário”, pois só serão abertas as edições necessárias para suprir as necessidades regionais.

O Governo aprovou também uma resolução no sentido de adaptar o regulamento dos programas Estagiar L e Estagiar T e assim permitir, a título excecional, que os jovens que terminaram a formação entre 1 de fevereiro de 2021 e 31 de dezembro do mesmo ano possam apresentar candidatura aos programas até 31 de dezembro de 2022.

O Conselho do Governo aprovou igualmente uma proposta de Decreto Legislativo Regional sobre o regime de criação, autonomia e gestão das unidades orgânicas do sistema educativo regional.

Por outro lado, “foi aprovado para o ciclo olímpico 2021/2024 as modalidades prioritárias para investimento na procura da excelência desportiva, bem como do valor base anual das comparticipações financeiras para apoiar os atletas em regime de alto rendimento e jovens talentos regionais”, revelou o governante.

Segundo lembrou o subsecretário, o valor base anual das comparticipações financeiras a conceder aos atletas em regime de alto rendimento e aos jovens talentos regionais é de 2.250 euros.

O Governo Regional decidiu ainda designar, para integrar o conselho de administração do Hospital do Santo Espírito da ilha Terceira, como presidente, Pedro Manuel Pereira Marques.

O Governo açoriano vai conceder um apoio financeiro à Universidade dos Açores, no valor de 93.750 euros, para a abertura de cinco cursos de mestrado em ensino, tendo em conta a “escassez de docentes”.

Na apresentação das deliberações do Conselho do Governo, que decorreu ontem, em Ponta Delgada, ilha de São Miguel, o sub…





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.


Contacte-nos através: 292 292 815.




Outras Notícias
Depressão aumenta nos adolescentes afetando 42% dos jovens
.
Estados-membros podem restringir acesso de pesqueiros até 12 milhas
.
Mar&ilha em concerto nas ilhas do Faial, Pico e São Jorge
.
Investigadora diz que “verdadeiras” romarias dos Açores tiveram início em 1630
.