04 de Agosto de 2022
Horta quer lembrar lei de Kennedy
INCENTIVO

Autor do Artigo
42

Lembrando que a 2 de setembro se assinala os 64 anos da aprovação do ‘Azorean Refugee Act’, o presidente da Câmara Municipal da Horta lançou o desafio de celebrar a efeméride de forma especial.

“Chegou o momento de equacionarmos uma forma de honrar e mostrar gratidão a John F. Kennedy e John Pastore por este tão importante acontecimento, que permitiu que milhares de açorianos tivessem a oportunidade de melhorar a sua qualidade de vida em território norte-americano”, afirmou Carlos Ferreira sobre a aprovação do diploma que celebra 65 anos em 2023.

“Em 1958, os Estados Unidos da América abriram as portas à emigração faialense e açoriana a cerca de 12 mil pessoas e, devido ao mecanismo de reunificação familiar, nas décadas seguintes a mais de 175 mil açorianos”, destacou o autarca no convívio com os emigrantes, realizado pela primeira vez no emblemático Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos, local que motivou a emigração faialense e consequente aprovação do ‘Azorean Refugee Act’.

Celebrado desde 2015, aquando das comemorações dos 40 anos da Semana do Mar, o Dia do Emigrante pretende reunir os emigrantes que estão de visita à sua ilha natal e criar momentos onde se partilham as memórias que os acompanham na diáspora.

Lembrando que a 2 de setembro se assinala os 64 anos da aprovação do ‘Azorean Refugee Act’, o presidente da Câmara Municipal da Horta lançou o desafio de celebrar a efeméride de forma especial.

“Chegou o momento de equacionarmos uma forma de honrar e mostrar gratidão a John F. Kennedy e John Pastore por este tão import…





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.


Contacte-nos através: 292 292 815.




Outras Notícias
Cães vadios matam bovinos em São Miguel
.
Riscos associados às alterações climáticas agravaram doenças infeciosas nos humanos
.
Catorze dos últimos vinte anos foram de pouca chuva
.
Chuva intensa provocou inundações e deslizamento de terras na Praia da Vitória
.