21 de Junho de 2022
Governo com 4,5 ME para programa de investimento na agropecuária
Lusa

Autor do Artigo
25

O presidente do Governo dos Açores, José Manuel Bolieiro, anunciou este fim-de-semana que o executivo vai abrir candidaturas para “projetos de investimento” em explorações agropecuárias, programa que vai ter o valor de 4,5 milhões de euros.

“De 1 de julho a 31 de agosto do corrente ano estarão abertas as candidaturas para a entrega de projetos de investimento para as explorações agropecuárias, incluindo a primeira instalação de jovens agricultores e tudo num valor estimado de 4,5 milhões de euros”, declarou.

O líder do executivo regional discursava na cerimónia de abertura da Feira Agrícola Açores, na Ribeira Grande, organizada pela Federação Agrícola dos Açores.

Na intervenção, José Manuel Bolieiro revelou os “compromissos futuros” do Governo Regional para o setor agrícola.

“Abriremos este ano as candidaturas para apoiar o pagamento de taxas de juro de empréstimos efetuados no âmbito de investimentos realizados na agricultura. Trata-se de uma excecional intervenção do Governo dos Açores perante um facto penalizante, em excesso, do aumento das taxas de juro”, destacou.

O presidente do executivo açoriano assegurou que os apoios para a campanha 2022-23 dos programas comunitários POSEI e PRORURAL+ “não sofrerão rateios” e insistiu que é importante a região ganhar uma “progressiva autonomia alimentar”.

“É importante ganharmos consciência da importância de termos uma progressiva autonomia alimentar. Sim, porque o impensável pode acontecer e a globalização na transferência de recursos, em particular os essenciais à alimentação, pode ser posta em causa”, afirmou.

Também na abertura da feira, o presidente da Federação Agrícola dos Açores, Jorge Rita, alertou para a “desastrosa e calamitosa situação económica” do setor agrícola da região, realçando o “aumento brutal dos custos de transportes

“A região, obviamente, não pode ficar indiferente a esta situação. Nós sentimos na pele, no dia-a-dia. Ainda por cima porque vivemos em regiões ultraperiféricas em que estamos dependentes – e muito – de transportes”, salientou.

Considerando necessário “potenciar as produções de todas as ilhas”, Jorge Rita defendeu, contudo, que “nada substituirá o setor leiteiro”.

“Não há setor na atividade económica da região” capaz de substituir o leiteiro, disse, rejeitando o impacto na emissão de gases provocado pelas explorações, uma vez que o “carbono existe mesmo sem as vacas”.

O presidente do Governo dos Açores, José Manuel Bolieiro, anunciou este fim-de-semana que o executivo vai abrir candidaturas para “projetos de investimento” em explorações agropecuárias, programa que vai ter o valor de 4,5 milhões de euros.

“De 1 de julho a 31 de agosto do corrente ano estarão abertas as candidaturas par…





Para continuar a ler o artigo torne-se assinante ou inicie sessão.


Contacte-nos através: 292 292 815.




Outras Notícias
SATA reforça operação nos Açores este verão com aeronave alugada
.
Portugal atribuiu quase 45 mil proteções temporárias a pessoas que fugiram da guerra
.
Para escritores, investigadores e agentes culturais, nos Açores “o mar é tudo”
.
Madeira abre concurso de 1,623 ME para iluminações da passagem do ano
.